Assertivo, Como ser?

Assertivo

Considera-se uma pessoa assertiva? E o que significa para si ser assertivo? Significa que exerce os seus direitos o tempo todo e em qualquer altura? Ou significa que sabe quando deixar que outra pessoa ou causa tenha precedência sobre as suas vontades?

Estará uma pessoa que deixa uma pilha de trabalho na sua secretária na tarde de véspera de ir de férias a ser assertivo? Ou estará você a ser assertivo quando lhe diz que o trabalho irá ser feito assim que chegar de férias?

Nem sempre é fácil distinguir o que é um comportamento assertivo. Isto porque existe uma linha ténue entre a assertividade e a agressividade. Algumas definições são úteis quando se trata de distinguir e diferenciar as duas formas de comunicação e relação:

Assertividade é baseada no equilíbrio. A assertividade requer uma inclinação pessoal para estar consciente e atento às suas necessidades e vontades ao mesmo tempo que considera as necessidades e vontades de terceiros, sejam pessoas, entidades ou causas.

A agressividade é baseada no ganhar. A agressividade requer que procure fazer o que mais lhe interessa sem considerar as necessidades, vontades ou sentimentos de outras pessoas. Quando é agressivo você toma para si o que quer e não pede autorização para isso.

Por isso, aquela pessoa que deixa o trabalho para você fazer na véspera de ir de férias está a ter um comportamento agressivo. Frequentemente essa pessoa irá apelar ao seu sentimento de culpa se não corresponder. Sim existem coisas para serem feitas. Contudo, despejar numa pessoa essas coisas e não ter em conta o tempo, a disponibilidade e a oportunidade para corresponder revela uma total falta de consideração pelas necessidades e vontades da outra pessoa.

A pessoa que responde a essa imposição demonstrando que irá corresponder mas em tempo apropriado está a demonstrar ser assertivo. Essa pessoa reconheceu a imposição da vontade do outro sobre a dela própria, não reagiu emocionalmente mas respondeu que iria corresponder assim que estivesse disponível o que demonstra que reconheceu sem culpa as necessidades da outra pessoa.

Ser assertivo não é fácil, mas tem que ser aprendido.

Ser assertivo  implica começar por reconhecer as suas próprias necessidades e vontades como tão legitimas como as de outras pessoas. É mais fácil fazer isso quando tem consciência do seu valor próprio e tem trabalhado a sua auto-estima.

Quando está nessa posição tem a base de uma boa auto-confiança. A assertividade é uma forma de exercer a sua auto-confiança e fornece muitos benefícios para a relação com as outras pessoas, nomeadamente, as outras pessoas irão respeita-lo mais, irão aprecia-lo mais e irão valoriza-lo mais.

assertivo

Ser assertivo trás às pessoas situações de mútuo ganho – é reconhecido o valor em corresponder à outra pessoa que deixa de ser visto como um adversário e procura-se mais rapidamente uma posição de interesse comum.

Ser assertivo proporciona uma melhor resolução de problemas – começa-se a ter um sentimento de capacidade, de poder em resolver situações potencialmente conflituosas através de soluções pacíficas.

Ser assertivo faz com que as pessoas sintam menos stress que deriva da inexistência do sentimento de culpa em ter que corresponder aos outros.

Ser Assertivo faz com que as pessoas sintam menos frustração quando os outros não correspondem às suas expectativas por eles próprios não estarem sempre disponíveis.

Ser assertivo começa com o entendimento de que está a agir com justiça face a si e aos outros e com empatia por si e pelos outros.

O poder de ser assertivo deriva da sua auto-confiança e não do receio de desiludir a outra pessoa. Quando se trata a si com o mesmo respeito, consideração e atenção que trata os outros, os outros irão trata-lo com igual respeito.

Assertivo

Comments are closed.